26/04/2008

Erica e Má - da despedida a chegada


Decisão tomada, demissão, escolha do País, seleção da cidade, compra da passagem, venda da moto e computador, mudança de casa...

... momento sem-teto, carinho das famílias e amigos, a hospedagem nas casas dos pais, irmãos e cunhados... as várias despedidas chorosas...

... o dia do embarque, a saudade adiantada e infinita, a surpresa de quem não avisou que chegaria, mas que apareceu para nos dar um “arrivederci”...

... a despedida, o aperto no coração, a partida, a passagem pelo portão de embarque, o coração que convulsionava, a saudade novamente, a ansiedade, o receio, a felicidade da chegada da data tão esperada, a insegurança, o medo ...

... o Vôo ... o vôo ... o vôo ... saudade.... amorrrrrr.... carinhoooo... a alegria de realizar... a sensação de pisar em terra italiana... a recepção calorosa.

É isso aí, essas são todas as fases e sensações que sentimos em todo esse tempo e que nem sempre conseguimos ou podíamos demonstrar. Sentimos um montão de coisas estranhas e choramos, choramos tanto que logo acabarão as lágrimas.

A chegada na França, onde fizemos a escala já começou bem emocionante. Como, para variar eu e o Má sempre estamos atrasados, no aeroporto Charles de Gaulln não foi diferente. Conseguimos ser os últimos a sair do avião. Detalhe, perdemos o vôo que iria para o aeroporto de Linate, na Itália e ficamos a ver navios.... quer dizer, aviões.

Daí em diante só bizarrices...Tivemos que negociar um vôo no nosso inglês curumim. O bom é que nem deu tempo de termos medo, porque precisávamos resolver tudo rápido. Conseguimos um vôo para outro aeroporto na Itália que sairia duas horas mais tarde, enfim ... foi a solução. Ao chegarmos em Malpensa, o outro aeroporto, ficamos duas horas esperando nossa mala, que chegou incompleta. A gente já esperava isso, pois várias pessoas disseram que a França perde muita mala. No final das contas tivemos que treinar nosso idioma e até preenchemos uma ficha. A bagagem veio quatro dias depois.

E nós? Com essa confusão chegamos muito tarde em casa (meia noite). O engraçado foi que ninguém falava inglês nos trens e ônibus e nós não falamos niente italiano, ou seja... já dá para imaginar né?

Seguimos contando as novidades!!!

Saudades de todos!
Vejam fotos das despedidas
Beijos, Erica e Má


Nenhum comentário: