25/05/2008

Um pouco sobre a Itália

Alguns desses dias foram um pouco difíceis porque definitivamente a saudade apertou. Na última semana o tempo esteve fechado e não fizemos muitas coisas, ficamos mais em casa e visitamos amigos.

Aqui sempre fazemos jantares, pizzadas ou lanches na casa da Vivi. Ficamos conversando até de madrugada e vamos para casa a pé, observando aquelas ruínas e casinhas todas floridas – que mais parecem feitas de brinquedo da lego –, sem preocupação de sermos roubados. Isso para gente é sensacional, uma vez que em São Paulo sempre vivemos preocupados com assaltos.

Neste meio tempo já fizemos muitos amigos brasileiros e de outros países, o que é muito importante aqui, uma vez que os Trentinos são pessoas muito fechadas. Pelo menos a princípio não é fácil fazer amizade com eles. Alguns acreditam que isso ocorra por questões históricas, que vamos resumir aqui para vocês entenderem um pouco sobre a região e sua cultura.

Até 1918 Trento não pertencia a Itália, mas sim ao império Austro-Hungaro. Somente depois da I Guerra Mundial, após muitas lutas é que Trento virou Itália. O problema é que a população trentina presenciou diversas disputas por território e muitas famílias foram obrigadas a imigrar. Dois adendos: o primeiro é que, por esta razão a cidadania para os descendentes trentinos pode demorar até cinco anos para sair, sendo que os descendentes de italianos de outras regiões retiram o documento em um prazo de três a quatro meses. Nós conhecemos muitas pessoas que dizem que agora Trento resolveu dificultar para tirar o documento visando diminuir o numero de estrangeiros no país, especificamente uma senhora chamada Carmem. Acho que atualmente ela é mais conhecida na Itália do que o Berlusconi. Graças a Deus nossos documentos estão saindo no prazo, não temos do que reclamar. Segundo adendo: na época em que os italianos fugiram daqui, os países que mais os receberam foram Brasil, Argentina e EUA. Só para se ter idéia, hoje o número de descendentes trentinos no Brasil ultrapassa 200 mil, concentrados principalmente nas regiões sul e sudeste.

Bem, hoje Trento é a cidade mais rica da Itália e é autônoma, não se vêem pobres como estamos acostumados no Brasil, muitas vezes nem consigo identificar um mendigo aqui. Mesmo assim não é difícil encontrar italianos reclamando da crise pela qual o país está passando.

A Itália tem pessoas do mundo inteiro e quando se vêem pobres não são os italianos, mas sim marroquinos, poloneses e romenos. Aliás, os marroquinos praticamente invadiram o país.

Bom, vou parando por aqui para vocês conseguirem ler até o fim.

Os monumentos acima são representantes da independência Trentina

video

Beijos, Até mais... Erica e Má

Um comentário:

Anônimo disse...

Ai turistas, valeu pela história e por ter agregado ao acervo cultural dos Madeira, uma informação relevante. Piu fantastico!!

Vincenzo