20/04/2010

Sciopero

Em poucas palavras, a tradução literal e precisa é: GREVE. E como os Europeus compreendem seu significado. Só em Milão, ao menos uma vez por mês existe uma greve dos meios de transporte.Trens, metropolitanas, onibus e até mesmo aeroportos chegam muitas vezes a parar. No entanto, as greves da Itália apresentam uma diferença com relação as feitas no Brasil. Aqui os setores comunicam com antecedencia que farão a greve. Os jornais, as TVs, os funcionários, os sites, as propagandas dentro das linhas metropolitanas anunciam a cada cinco minutos, de maneira que a população possa se programar para se VIRAR NOS TRINTA.

Mas não é somente a área de transportes que adere. Este mês o setor de vigilância de Milão fará sua segunda greve, para reivindicar seus direitos, uma vez que estão querendo cortar o vale refeição, o bônus, fazerem os trabalhadores pagarem pelos próprios uniformes e pela renovação do porte de armas. Logo pagarão também para trabalhar. Dia 3 de maio os funcionários participarão de uma outra.

Em busca de direitos e igualdade, os imigrantes e diversos italianos também aderiram a uma greve no dia 1º de março deste ano. O Sciopero degli Stranieri pôde também ser notado em países como a França, que usou o lema "Journee sans immigres, 24h sans nous", ou seja "Dia sem imigrantes, 24h sem a gente". Na Itália, a idéia era lutar contra o racismo que alguns sustentam contra os estrangeiros em geral e mostrar que se os quatro milhões e meio de imigrantes que vivem por aqui decidissem simplesmente cruzar os braços por um dia, a Itália praticamente pararia.

Pois é, acreditem ou nao, hoje (20/04/2010), ao abrir o site de um dos jornais italianos mais importantes encontrei a seguinte frase: "Il sito oggi non verrà aggiornato per lo sciopero dei giornalisti del Corriere della Sera", o que significa que hoje o portal do Corriere della Sera não foi atualizado porque os jornalistas também entraram em greve. Para justicar essa situação, o jornal inseriu um link que apresenta a motivação da greve (http://www.corriere.it/cronache/10_aprile_19/cdr-comunicato_bf1afb32-4bfd-11df-b8c5-00144f02aabe.shtml). Além do site não ter sido atualizado, na quarta-feira os leitores não poderão lê-lo porque simplesmente suas páginas não foram escritas. A Assembléia da redaçao aprovou essa medida drástica juntamente a seis dias de greve, porque considera que existem sérios problemas de relacionamento com a direção do jornal. Entre os inúmeros problemas enfrentados, essa semana o diretor do jornal substituiu um dos chefes de redação por uma pessoa de fora do jornal, uma admissão completamente proibida por lei em situaçoes de crise do mercado editorial, a não ser em casos de necessidade extrema. O diretor anunciou também o uso de novas plataformas de distribuiçao de informação (iPad, iPhone, Smartphone), que no entanto expanderiam informações que chegariam de fora e não passariam pela aprovação dos jornalistas.

Se essas greves resolverão algo eu sinceramente nao sei, porque cada vez mais o capitalismo selvagem e os proprietários mantem um único interesse, o de desfrutar das pessoas, mas aqueles que fazem greve, ao menos estão se mexendo e pensando em mudar alguma coisa.

Acho que muitos cidadãos nos dias de hoje aprenderam a se CONFORMAR com as situações, com o aumento nas taxas de gás, luz, água, lixo, telefone, carro, entre outras. Passaram a achar muito dificil correr atrás de seus direitos, porque conhecem o tamanho da burocracia que existe por trás de tudo. Passaram a desacreditar da politica e o pior ,a não lutar por seus direitos. Onde estão os Gilberto's Gil, os Caetano's Veloso's e o restante de jovens que nos duros anos que o Brasil passou, estiveram sempre em pé buscando dias melhores. Que geração é essa que estamos criando, ou melhor, em que geração estamos nos transformando? Não existem mais Leonardo's Da Vinci, Einstein's, Michelangelo's... não existem mais! Condordo que parece que quase tudo já foi construido e que aparentemente sobrou pouca coisa para fazer, mas com certeza essa é uma idéia surperficial da realidade. Ainda que pareça impossível, nós devemos procurar criar alguma coisa, usar a criatividade e a inteligencia para simplesmente não passarmos batidos como estamos fazendo.

Nenhum comentário: