07/07/2010

Ler para compreender

Por Fundação José Saramago

No princípio respondia que escrevia para ser querido. Imediatamente esta resposta pareceu-me insuficiente e decidi que escrevia porque não gostava da ideia de ter que morrer. Agora digo, e talvez isto esteja certo, que, no fundo, escrevo para compreender.

La Vanguardia de Barcelona, 1 de Setembro de 1997

Nenhum comentário: