14/10/2010

Livro: Our Iceberg is Melting


Depois de tanto tempo sem ler livros em inglês, resolvi ler um que meu pai me trouxe em março deste ano. Ele já tinha comentado que era muito bom. Tinha razão! Our Iceberg is Melting, de John Kotter, é uma metáfora da vida real e mostra com uma linguagem acessível como enfrentar determinadas situações dentro de empresas, estratégias de negócios, de marketing, abrangendo a vida pessoal. Não é um livro de auto-ajuda, mas sim algo do tipo A Arte da Guerra, de Sun Tzu, que apresenta visões estratégicas e passos simples para não transformar um problema em um problemão.

O livro conta a história de uma comunidade de Pinguins, que percebe que o iceberg onde vivem está derretendo. Inicialmente, somente os "cabeças" da comunidade estavam cientes do problema. Ao saberem do que estava ocorrendo, os pinguins se desesperaram. Em seguida decidiram reunir personagens com diferentes habilidades e capacitações que começam a levantar inúmeras estratégias para solucionar a situação, sem colocar em risco a vida de todos, inclusive dos pequenos que estavam prestes a nascer. O livro é uma fábula, aparentemente muito infantil, mas  que traz de modo incrível uma lição especial: que às vezes é preciso mudar e aceitar as mudanças com mais flexibilidade, sem receios, sem medo de romper tradições, de se desapegar. O desapego é um duro mas imprescindível exercício. E talvez mudando, será necessário mudar novamente e provavelmente sempre será para melhor.  

A gente focaliza muito o uso das estratégias no âmbito profissional, mas não temos idéia do quanto é importante traçarmos a nossa estratégia e nossos objetivos de vida. Colocar no papel o que queremos a curto, médio e longo prazo e elencar as ações necessárias para alcançarmos nossos sonhos. O mesmo acontece no meio de um grande problema. Sem estratégias e capacidade de tomar decisões, você enlouquece. A vezes mudar é a única saída para algo que incomoda.

Eu adorei o livro e espero que você também goste!

Um comentário:

Allan Robert P. J. disse...

Não conhecia. Anotei e vou procurar por aqui, pois não confio no corrio italiano, que já sumiu com uns 20 livros comprados pela internet.