30/11/2010

The way

In the last eight years Brazil is showing to the world that it’s a great nation. Today is possible to understand your real potential and powerful. Is too easy to comprehend why the country is developing day by day. It’s happening because the people are changing and now this generation is more dynamic and active. Today the possibilities are infinities and the younger can go wherever they want. The capitalism and the globalization permit to get the success and the knowledge, without to spend a lot of money. However, this is the same capitalism that permits the death of many people because they don't have food or money and this is the same capitalism that permits 1% of the population of the world to earn more money and possibilities than the other 99%. So, I ask me what is the way? The answer seems far from here, but I believe…

Now everybody talks about wars and peace. Rio de Janeiro is a bigger example about this: drugs, crimes, favelas, poverty and richness. Rio de Janeiro is the most interesting example of the contradiction: Poor and Rich, Beauty and the Ugly Favelas. It isn’t the news! Now the government decided to do something and to show who commands who. In this moment the population’s city can fell more secure than before, but is necessary that the Government and the Police fight for our rights all the time. Everyone needs to fight against the corruption and the crimes and only then we’ll have a better world, not wonderful, but a beautiful place to live. Nobody wants only survive, the people deserves to live the pretty life. Just this! I ask me what is the way? The answer seems far from here, but I believe…

This question isn’t about the riches. It’s about the social differences which put the live of millions of persons at risk and which are responsible for the increase in the number of crimes. To change that reality is fundamental a lot of investment in education and is necessary to change politics, economics e social rules. So, I ask me what is the way? The answer seems far from here, but I believe…


That’s it!

Erica Ritacco

25/11/2010

Alguém sabe onde é a Sottocosto? Sottocostoooooo???


Nossaaaaa, hoje eu estava lembrando de um 'mico' que o Marcelo pagou quando nós chegamos aqui na Itália. Como muitos sabem, desembarcamos sem saber falar absolutamente nada de italiano. Bem, na primeira semana começamos a procurar um celular para comprar. O Marcelo, como bom informático que é, passou dias pesquisando as ofertas e as configurações de telefones. Até que encontrou em vários jornais a loja dos sonhos dele: "Sottocosto". Lá tinha o tipo de celular que ele queria e estava barato. Começou então a buscar o endereço da Sottocosto e enquanto pesquisava ficava cada vez mais entusiasmado. Ele dizia que essa loja deveria pertencer a um grupo muito grande, já que tinha em todo os lugares.

Até aí tudo estava ótimo: tinha Sottocosto em toda a Italia, mas ele não conseguia encontrar sequer um site com endereço, até que, depois de uns dois dias resolveu pedir ajuda para um brasileiro fanfarrão: "Amarildão, você conhece a loja Sottocosto, estou procurando há dias e nada?"

Silêncio.... Silêncio... Silêncio....Gargalhadas....Gargalhadas....Gargalhadas....

Sottocosto em italiano significa baixos preços, ou seja, não eram lojas, mas sim promoções em diversos lugares, por isso tinha espalhado por todo canto. Imagina a nossa caraaaaa!

O Amarildo, para quem não conhece é um 'brincalhão de primeira' e tira sarro da gente até hoje por isso.
Desculpe Má, mas não podemos esquecer deste episódio.

23/11/2010

Comer, Rezar e Amar

O filme, de direção de Ryan Murphy, conta a história de uma belíssima mulher, Elizabeth Gilbert, representada por Julia Roberts, que após decidir se divorciar do marido, percebeu que perdeu o brilho e o prazer por aquilo que antes lhe deixava muito feliz. Educada e bem-sucedida profissionalmente, certo dia Elizabeth descobre que tudo tinha perdido o sentido: "Toda a minha enorme sede de vida desapareceu", admitiu.

Ela então resolveu dar um tempo de sua vida rotineira e partir em busca de auto-conhecimento. Essa procura intensa a levou para a Itália (Napole), onde além de fazer amizades reaprendeu a saborear literalmente os detalhes da vida e a apreciar a comida italiana. De lá quis se aproximar de Deus e foi diretamente à India. Viveu durante uns meses, onde aprendeu a meditar e lidar com seus medos e recentimentos. O próximo desafio foi Balli, onde imaginava finalizar seu trajeto, que na verdade poderia estar apenas começando.

Eu, particularmente, gostei muito do filme porque três razões:

1. O ser humano é um ser eternamente insatisfeito e está sempre em busca de algo que não sabe o que é, o que o faz muitas vezes não enxergar a felicidade nos detalhes. O Homem vive em constante crise e por isso às vezes é preciso mudar tudo e recomeçar.  

2. Faz um giro pela Itália, mostra um pouquinho da cultura familiar e da gastronomia. Apresenta algumas regiões medievais e alguns diálogos na língua italiana.

3. Apresenta atores que representam personagens brasileiros, além de músicas brasileiras como bossa nova. Amei! 

20/11/2010

A Profecia das Irmãs

O romance gótico, escrito pela americana Michelle Zink, traduzido em mais de 20 linguas, foi considerado 'imperdível' pelo jornal The New York Times. O livro, ambientado em Nova York em 1890, conta a história de duas irmãs gêmeas de 16 anos (Lia e Alice Milthorpe), que após a morte de seus pais descobrem fazer parte de uma profecia milenar e que serão as responsáveis pela tranquilidade do mundo. Segundo a profecia, Lia é o Portal de entrada dos maus espíritos. Estas almas, que esperam com ansiedade o momento justo para ingressarem em nosso mundo, serão capazes de tudo para atormentarem Lia, principalmente de usarem sua irmã. 

Já Alice, a Guardiã que deveria ajudar Lia a proteger o mundo, resolveu virar sua inimiga, facilitando a entrada do mal e colocando em risco a vida de todos, incluindo sua família. O drama mostra detalhadamente a corrida de Lia para descobrir seu novo papel e compreender exatamente o significado da profecia, que no final das contas é ligado à morte de seus pais. Esta luta constante entre as irmãs poderá resultar em dor, tristeza e na invasão dos espíritos do mal, que serão capazes de tudo para alcançarem seus objetivos. O fim dependerá de como Lia desempenhará sua função.

Crítica

A autora apresenta detalhadamente as características dos personagens e consegue desenvolver a trama com perspicácia e agilidade. No entanto, em minha opinião, o final do livro deixa muito a desejar, porque me faz sentir como se eu tivesse terminado apenas de ler um capítulo. O suspense que vinha sendo escrito de modo minucioso e interessante,  termina de um momento ao outro, sem deixar pelo menos uma idéia de conclusão. É como se o livro ainda estivesse na metade.

Conhecendo a história, tendo visto a capa do livro em italiano e avaliando a capa da publicação no Brasil, me sinto obrigada a fazer uma outra crítica. A capa no Brasil não remete muito à história, pois parece mais um romance de amor. Terrível!

19/11/2010

La Profezia delle Inseparabili

Il romanzo gotico, della scrittrice americana Michelle Zink, tradotto in più di 20 lingue, è stato considerato per il giornale The New York Times come 'imperdibile'. Il libro, ambientato a Nuova York in 1890,  racconta la storia di due sorelle gemelle di 16 anni (Lia e Alice Milthorpe), che dopo la morte dei suoi scoprono che fanno parte di una profezia millenaria e che la tranquillità del mondo dipende da loro. D'accordo con la profezia, Lia è la Porta d’entrata delle cattive anime degli Oltremondi. Queste anime che aspettano con ansietà il momento giusto per arrivare al nostro mondo, saranno capace di tutto per tormentare Lia, principalmente di usare sua sorella.  

Alice, invece, la Custode che dovrebbe aiutare Lia a proteggere il mondo, ha deciso di diventare sua nemica, facilitando cosi l'entrata delle anime e mettendo in rischio la vita di tutti. Il dramma mostra con dettagli la corsa di Lia per scoprire il suo nuovo ruolo e per comprendere esattamente il significato della profezia, che alla fine è collegata alla morte dei suoi. Questa lotta costante tra le sorelle potrà risultare in dolore, tristezza e nell'invasione delle anime che saranno capace di tutto per raggiungere il loro obbiettivo.  Il finale dipenderà di come Lia svolgerà il suo ruolo.

Critica

La scrittrice presenta dettagliatamente le caratteristiche dei personaggi e riesce a svolgere la trama con perspicacia e agilità. Intanto, secondo me, il finale del libro lascia a desiderare, perché mi sembra di aver finito solamente un capitolo. Il suspense che si distendeva di modo minuzioso e bello, è finito da un momento all'altro senza lasciar almeno un'idea di conclusione. É come se il libro fosse ancora alla metà.

17/11/2010

3.0 - Não, Não é o novo windows

Cheguei aos 30, uma das fases consideradas como "a fase difícil", de mudanças e preocupações. Na verdade não me sinto assim. No final das contas, eu sempre fui responsável e como 90% das pessoas pensei mais no futuro do que no presente. Digamos que fazem somente dois anos passei a curtir mais cada momento, sem me preocupar tanto. É verdade que as vezes me sinto envelhecendo, porque as pessoas têm uma forte tendência a reforçarem isso, mas no geral eu nem ligo. Não me agrada a idéia de ficar velha não pelo fato de ter rugas, mas pelo fato de que você começa a mensurar o tempo e pensa em como sincronizar tudo o que deseja fazer.

Eu detesto as imposições sociais e as pessoas dizendo que a gente tem que realizar os objetivos agora, porque depois será tarde demais ou porque ficaremos velhos. Acho que cada um tem um modo de ver a vida e consequentemente cada um tem seu tempo. A sociedade define que as pessoas precisam se casar com determinada idade, ter filhos e fazer carreira na idade certa. Certa para quem? Para o estado? Para o sistema? Para a familia? Para quem? O problema é que essa imposição é tão constante, que sem notar, um dia você percebe que de um certo modo a idéia  de ficar velho foi inserida em sua vida. Passamos grande parte do tempo colocando limitações e regras para nós mesmos, regras que na verdade não transformam positivamente a vida e que podem te fazer ser uma pessoa deprimida e frustrada.

Hoje em dia eu não sigo muito as regras. A regra para mim é ser feliz e aprender a lidar com a minha natural inquietude. Eu gosto mesmo é de correr riscos e de aventura. Daí um dia você faz 3.0 e um monte de gente diz que você precisa ser mais sério, ter filhos, correr contra o tempo. Para mim não são os anos que contam, mas sim o que você decide fazer com o tempo que passa. 30 pode ser pouco ou muito, como 70 pode ser pouquissimo para o que se deseja fazer na vida.

Ontem me dei conta de que os meus primeiros 20 anos foram focados em estudar, fazer universidade e curtir minha família. Bem, tudo o que eu sou agora, comecei a plantar lá atrás. Depois quando tinha 19 anos conheci o Má. Dos 20 aos 30 me formei, aprendi a fazer jornalismo e descobri que nasci para isso, descobri que amava aventuras e que queria morar fora do Brasil, conhecer mundos e culturas diferentes, morar em um país de língua inglesa, me casar e construir a minha família. Mas descobri principalmente que sou um espírito livre, motivado por constantes mudanças. Hoje, sei que entre os 20 e os 30 casei exatamente com o homem que eu amava, que estamos vivendo uma experiência inesquecível e única e que temos familias magnificas.

Ontem, 16 de novembro, foi um dia lindo para mim, porque senti o amor e o calor de todas as pessoas que me rodeiam no Brasil, na Itália e em outros países. Me senti muito especial e importante seja para minha familia, seja em minha casa, seja em meu ambiente de trabalho. No meu trabalho teve até festa surpresa, algo que eu nunca esperaria, já que os italianos não tem esse costume. De noite o Má me levou para jantar em um restaurante Mexicano e passei momentos lindos com ele. Consegui sentir bem pertinho, o carinho da minha familia e dos meus amigos que estavam longe e acima de tudo, percebi que fazer 30 anos significa sim crescer, mas principalmente que tivemos trinta anos para construir coisas boas e colhermos os frutos que foram plantados. Não importa quantos anos você tem, mas sim o que você fez com eles.

Obrigada a todos pelos e-mails, sms e ligações! Obrigada a minha familia e amigos do Brasil por serem presentes mesmo com toda essa distancia. Obrigada aos meus amigos da Itália por tornarem o meu dia cheio de surpresas e sem tristezas. Obrigada ao meu marido, que além de fazer o meu dia ontem muito feliz, faz com que eu me sinta importante todos os dias. Sou muito sortuda, de verdade!






video

04/11/2010

Pesquisas via internet

Hoje li no blog de uma grande amiga minha, a Fabiana Schiavon, uma postagem muito interessante para quem gosta de ler e esta sempre fazendo pesquisas na internet. O artigo dava dicas em poucas linhas de como pesquisar na internet, sem cair em abismos vazios. Vale a pena ler:

http://postfail.wordpress.com/2010/11/03/pesquisa-profunda-na-internet-e-possivel/

Resumindo, existem alguns sites pertencentes a grandes empresas como a Amazon, que são muito úteis para pesquisa.
Entre eles estão: Audible.com e iTunes

02/11/2010

Lettere a Giulietta

Neste final de semana frio e chuvoso assistimos o romance Cartas para Julieta.

O filme, de direção de Gary Winick, conta a história de uma jovem escritora americana (Amanda Seyfried) que viaja de férias com seu noivo para Verona, a cidade de Romeu e Julieta, na Itália. Chegando lá, o noivo - um empreendedor da área gastronomica e apaixonado pela cozinha italiana - começa a viajar pela Italia para fazer contatos com seus fornecedores, deixando a noiva, de lado.  Ela aproveita para conhecer Verona e descobre um grupo de voluntárias que respondia as cartas deixadas pelos apaixonados na casa de Julieta e aproveita para também participar.

A escritora ,que encontrou escondida na parede, uma carta escrita há mais de 50 anos por uma inglesa (Vanessa Redgrave), na qual pedia conselhos sobre o fato de não ter ido ao encontro de seu amado, decide respondê-la aconselhando a senhora inglesa a ir até a Itália em busca do amor perdido. Ali começa uma grande aventura entre a senhora, seu neto e a escritora, que partem em busca do amor perdido.

Em minha opinião, é um romance água com açúcar, mas que vale a pena porque mostra inúmeras belezas da Itália como Verona e Siena. Se você não conhece esses lugares vale a pena assistir, se conhece melhor ainda para recordar.

01/11/2010

Para frente Brasil

Esperamos que a bruxa, como muitas pessoas chamam a presidente da república Dilma, faça o Brasil desenvolver, crescer e melhorar. Talvez seria melhor do que ficar rezando para que ela faça as merdas que outros tantos presidentes já fizeram. Não interessa se é Dilma ou se é Serra, o que interessa é que A MAIORIA NãO TENHA ERRADO. Só porque você não queria o PT no poder, não significa que vc esteja certo. Você pode acertar ou errar, só precisa ser humilde. Só o tempo vai dizer. Somos todos brasileiros e isso independe de partidos políticos. Sendo brasileira a única coisa que eu quero é que a gente cresça, com ou sem Dilma. Pense para a frente ao invès de rezar para que ela faça "cagadas" desde já.