25/06/2013

Manifestações chegam na Itália

Estou para escrever sobre as manifestações que estão acontecendo há duas semanas no Brasil e que têm se espalhado pelo mundo, envolvendo não somente os brasileiros que vivem no exterior, mas também povos de outras nações, solidários à nossas causas. Em outro post colocarei minha opinião. Agora escrevei somente sobre a manifestação que aconteceu no fim de semana. 

Neste domingo (23/06/2013), as manifestações chegaram finalmente nas ruas de Milão. O Castello Sforzesco foi palco do protesto que reuniu dezenas de pessoas vindas de várias cidades das regiões de Lombardia e Piemonte, com seus cartazes e faixas repletos de reivindicações, suas "caras pintadas",  suas bandeiras erguidas. O movimento pacífico contou com a aprovação e acompanhamento da polícia local. Não houve brigas, badernas ou qualquer ato que pudesse estragar o protesto.

Nos gritos que pediam por um País melhor, as frases que mais ecoaram foram: "da copa eu abro mão, eu quero meu dinheiro em saúde e educação", "Fora Dilma" e "Brasil vamos acordar, um professor vale mais do que o Neymar". A mídia local esteve presente. 

Dia 1 de julho acontecerá uma outra manifestação. Desta vez no lago de Lecco (Província de Lecco). Mais informações estarão disponíveis na página do facebook: Democracia Sem Fronteiras - Milão

No final do evento, os organizadores e alguns dos participantes recolheram papéis, sujeiras, garrafas de água das ruas para deixarem o local intacto, como estava antes da manifestação. A cidadania começa aí!

Seguem algumas fotos feitas por nós e publicadas no Terra. Não publicarei todas pois estou negociando com outris jornais. 

Espero que gostem!










16/06/2013

Saga Concluída: Agora Sim, Cidadã Italiana

O mês de junho de 2013 marcou muito nossas vidas, pois representou mais uma conquista desde que viemos morar na Europa, em abril de 2008. Dia 03 fiz, finalmente, o juramento e assinei a cidadania italiana. Este ano completaram-se cinco anos do início daquilo que começou com uma simples aventura de duas pessoas que tinham vontade de experimentar novas sensações, gastronomias e vivenciar outros lados do que chamamos "VIVER". 


FINALMENTE ITALIANA


Nossos amigos e familiares já conhecem nossa história e de qualquer modo ela vem sendo contada aos poucos neste blog. Dei entrada na minha cidadania em fevereiro de 2009 e infelizmente o processo demorou muito mais do que o normal por mudanças na legislação italiana e por incompetências do departamento de cidadania da prefeitura de Milão, que havia perdido meus documentos e se deu conta somente dois anos após, ou seja em abril de 2011. 


NADA MELHOR DO QUE UM DIA APOS O OUTRO


Nestes cinco anos eu tive uma vida normal porque eu tinha o Permesso (visto) de família, por ser casada com um cidadão italiano. Na prática quase todos os meus direitos eram iguais aos de um cidadão, pois eu tinha direito de trabalhar, ter assistência médica, viajar para países da União Européia e para aqueles de fora da UE (desde que na presença do marido).

Então você pode estar se perguntando a razão pela qual nós quisemos tanto essa cidadania. A verdade é que aqui na Europa essas oito letrinhas (ITALIANA) na sua identidade mudam muita coisa. Se quisermos morar em Londres (como era nosso plano inicial) tenho o direito de trabalhar, de entrar e sair quando eu quiser, sem que o Marcelo seja obrigado a estar comigo. Se decidirmos voltar a morar no Brasil e futuramente quisermos voltar para a Europa ninguém pode nos impedir e nem mesmo teremos que esperar as  burocracias europeias serem resolvidas. Outro aspecto positivo é que o estudante europeu tem muitas facilidades em vários países europeus e muitas vezes acaba pagando mensalidades inferiores a de outras nacionalidades. 




Sem contar que na Itália, caso você seja estrangeiro, enfrenta uma BURROCRACIA, quero dizer uma burocracia absurda para resolver as coisas mais simples. Fui na Prefeitura mudar o endereço de residência e eles não queriam me atender, disseram que eu precisava agendar uma data e que demoraria. O que eles não esperavam é que eu tivesse me informado sobre o assunto e que eu fosse italiana. O estrangeiro precisa agendar, o italiano solicita a alteração na hora. Para solicitar a carteirinha de saúde o estrangeiro precisa esperar a efetiva mudança de residência (que pode demorar até seis meses), enquanto o italiano faz na hora, só precisa levar o comprovante de que solicitou tal mudança. Chega a ser engraçado porque ninguém faz questão de te atender, uma vez que tenho sotaque de estrangeira. Neste caso eles se apoiam nas burocracias para não terem que trabalhar. Aí eu apresento a carteira de identidade e eles me olham com uma expressão de "Ahhh" e acabam tendo que me atender. Troppo bello!

Eu particularmente estou muito feliz, pois minha prática e o processo para a aquisição da cidadania foi complicada desde o princípio. Em março deste ano eu havia praticamente recebido uma resposta negativa. Eu já estava pronta para buscar uma advogada e gastar uma fortuna para lutar por meu direito. Corri atrás, me informei, falei com uma amiga (Junia) que me instruiu, falei com advogados, apresentei diversos documentos em tempo record e no final deu certo. Thanks God! 

Só tenho a agradecer pelas torcidas de sempre, ao maridão que sempre esteve ao meu lado, até mesmo nos últimos momentos em que eu era somente brasileira aqui na Itália. Ele foi comigo para Trento, acompanhou o juramento, me levou ao Monte Bondone (o primeiro lugar em que estivemos quando chegamos na Itália), quando não conhecíamos absolutamente nada, me levou ao Lago de Caldonazo e brindamos com um prosecco maravilhoso por mais esta realização. Obrigada Marcelo Ritacco por estar sempre por perto, por representar uma união que tenho certeza será cada vez mais forte. Tenho cada vez mais orgulho e admiração de você, porque você consegue olhar tudo com otimismo e tranquilidade, mas principalmente porque você é maravilhoso comigo. Te amo demais!

2013 começou assim: com conquistas, nascimentos e rupturas. Em ambos os casos os acontecimentos representaram uma fase de otimismo e novas oportunidades de crescimento. 


UM BRINDE A NóS, UM BRINDE à VIDA
MONTE BONDONE, ONDE ESTIVEMOS PELA 1a VEZ HA 5 ANOS

09/06/2013

Nascimento de um anjinho

Dia 15 de abril de 2013 nasceu Nicolas, um anjo em forma de gente. Nosso pequeno nasceu no Brasil, no hospital Santa Joana, mas graças à tecnologia que tem nos ajudado a manter um mínimo de equilíbrio mental longe das pessoas que amamos, pudemos assistir o parto mesmo estando na Itália. 



Nick estava enrolando demais para sair e apesar de estar na posição certa minha irmã não tinha nenhuma dilatação, por isso acabou fazendo cesária, o que nos possibilitou neste dia trabalhar de casa e aguardar a hora do nascimento. 

Vimos o exato momento em que o preguiçoso foi inaugurado neste mundo, acompanhamos de perto, mesmo que de longe, a emoção da minha irmã e do meu cunhado e conseguimos sentir as batidas dos corações dos três, unidos naquele momento. Foi realmente lindo! 




Quinze dias depois estavàmos no Brasil para conhecer esse pequenino e não é porque é meu sobrinho não, mas ele nasceu lindo. Estivemos 22 dias no Brasil e neste período foi incrível como ele se desenvolveu rápido. Não tenho criança em casa desde que meu irmão era 'baby' (hoje ele tem 24 anos), por isso cada sorriso, cada olhar, cada choro do Nick me fazem admirar cada vez mais esse pequeno homem.

Primeiro dia de vida


Minha irmã também ficou linda como mãe. Ela se recuperou rápido demais da cesária, que nos permitiu nos programar para assistir o parto.
 
Ela e o pai do bebe já estão se virando muito bem para o primeiro filho. Eu me apaixonei por esse moleque, senti um amor tão gigante que me dói ter que vê-lo pelo skype e não poder toca-lo. Dizem que o amor por um filho é insuportável e sinceramente posso imaginar porque esse moleque me deixou completamente fora da realidade e é somente meu sobrinho. 

Bem vindo Nick! Tenho certeza de que você veio para trazer muita alegria para todos e já está trazendo! Um dia você lerá esse post e saberá o quanto te amo mesmo estando longe em seus primeiros meses!    

Nick  na primeira semana: acordando!








Vivi e Nicolas parabéns, que Deus abençoe a cada dia que passa a família de vocês!



nova família!