16/05/2017

Dois anos de Matteo - 15 de Abril 2017

E ele cresce rapidamente, me deixando a cada dia boquiaberta com sua inteligencia e esperteza, mostrando que todo o cansaço e as noites mal dormidas são recompensadas em cada sorriso, em cada nova palavra que ele nos diz, em cada olhar curioso ou até mesmo em suas poses quando nos imita. Esses dias eles estava jantando e eu sentada de frente para ele cruzei as mãos e apoiei a cabeça. No mesmo instante ele largou o garfo e fez igual. E' demais ver toda essa evolução e saber que você é um dos maiores responsa veis por uma pessoa.


Cuidar de um bebe da um trabalhão danado. Mentira de quem diz que não muda nada e que da para fazer as mesmas coisas de antes. Na verdade depende de qual era a rotina da pessoa, se viajava muito, se era sistemática com os horários ou se tinha uma vida de menos aventura. Digamos que a gente nunca foi muito regrado, decidíamos nos últimos momentos o que iriamos fazer, para onde iriamos viajar e buscávamos as maiores aventuras, as praias desertas e distantes. Ja fomos de Sharrm Sheik dentro de um ônibus quase suicida para as Piramides de Ghiza, no Egito. Foi sensacional, mas hoje com uma vida nas tuas mãos, não da para arriscar uma viagem do tipo. Uma das viagens mais incríveis e afrodisíacas que fizemos foi para a Grécia, mas o que mais curtimos foi ir para as praias desertas, verdadeiros paraísos. Na época passávamos o dia torrando no sol, sustentados por lanches e cerveja. Hoje, no entanto, não arriscamos ir a uma ilha muito distante do continente, pois por mais maravilhoso que seja o lugar, precisamos de uma estrutura, onde poder esquentar um leite, uma comida e até mesmo estar perto de um hospital para o caso de urgências. Nós não somos pais neuróticos, mas sim, as coisas mudam nos primeiros anos de um bebe.

Isso não quer dizer que não seja bom, muito pelo contrario. O Matteo foi a coisa mais maravilhosa que ja nos aconteceu. Faz parte de um amor tao grande, que chega a doer. Sou capaz passar horas olhando para ele, com seus olhos e sorrisos inocentes. Um ser humano no real significado da palavra, bom em sua essência, sem nenhuma influencia negativa. Simplesmente bom!

Mas vamos ao motivo do post...ele já fez 2 anos e nesses dois anos ele virou um pequeno homem, super carinhoso, simpático com todos, brincalhão e que adora receber e fazer carinho. Uma criança cheia de energia, que começa a demonstrar um pouco do geniosinho mandão (do pai lógico) e que nos enche de alegria. Para você ter ideia quando ele quer algo ele fala pausadamente e levanta o dedinho na imposição.



Foram dois anos de muita aventura, que começaram no parto (Marcelo quem o diga).Depois vieram todas as inseguranças, a duvida sobre sermos capazes de cuidar de um bebe, ja que nunca havíamos tido sequer uma planta.

Os primeiros meses de vida dele foram bem caóticos, pois ele sofreu muito com cólica e nós não tínhamos ajuda de ninguém para organizarmos a vida. Lembro de o Matteo ter passado 14 horas (contadas no relógio) chorando de dor. A pediatra dizia que era normal, que bebes sentem cólica. Nenhum medico foi capaz de nos auxiliar com isso, nenhum deles era a favor de remédios que aliviassem a dor. Nossa sorte é que uma amiga nos apresentou a tal da sondinha que ajudou muito. Era tiro e queda. A dor passava na hora.
Depois dessa fase veio a dor da separação. Ter que deixa-lo na escolinha para trabalhar. Me senti uma péssima mãe, mas eu sabia que era necessário seja por ele, seja por mim profissionalmente e seja pela saúde de nosso casamento. Chorei muito e as vezes ainda choro por achar que não sou boa e que não estou tempo suficiente com ele, mas não tem muito o que fazer.

Depois ele começou a gatinhar, caminhar, crescerem os dentinhos. Hoje ja sinto saudade dele se arrastando pelo chão, de ve-lo banguelo, de ter medo de pega-lo de tao pequeno que era, de amamentar, dos primeiros sorrisos, da espera pelas primeiras palavras (que não foi mamãe, mas sim papai), sinto falta de tudo.

E a cada instante chega ele nos testando e surpreendendo.

Gostaríamos de ter festejado esses dois anos no Brasil com as nossas famílias e com o Nickinho, mas infelizmente por razoes de trabalho, não foi possível. Nos últimos dois anos Abril tem sido um mes bem complicado para mim na Melissa.

No final acabamos fazendo a festa num jardim super gracinha, pensado próprio para as crianças. Matteo estava tao entusiasmado que sò queria brincar, não sò ele como todas as crianças. Os pais nem as viam. Foi muito bacana. Tivemos a presença de nossos melhores e mais fieis amigos, que nos últimos anos nos acompanharam e apoiaram.



Enfim, a lei da vida é essa: ser bebe, crescer, amadurecer e envelhecer. Como mãe sò desejo conseguir aproveitar todos os momentos ao máximo e ser capaz de equilibrar meus sentimentos, para deixa-lo livre para o mundo e para as aventuras dessa vida.

Matteo, um dia acredito que você vai ler nossa historia, talvez eu e seu pai sejamos velhinhos quando isso acontecer, talvez seus filhos um dia possam ler, então saiba que você é a maior delicia de nossas vidas e que a cada dia que vejo seu rápido crescimento, quando nos olhamos nos olhos, sinto um amor que chega a apertar o peito. Hoje eu entendo o que é amor profundo. Eu espero todos os dias o momento de chegar em casa para te ver, ouvir sua voz e ate mesmo suas birras. Eu espero ansiosamente meu trem chegar para eu correr para teus braços e ouvir de longe aquelas palavras alegres "mammaaaaaaa". Saiba que te amo a cada dia mais, com toda as minhas forças.

Feliz Aniversario meu amor eterno.


Nenhum comentário: