06/09/2017

As inesquecíveis férias 2017



Agosto foi um mês que passou tao rápido, mas que ficará marcado para sempre em nossos corações. Foi o mês em que recebemos minhas cunhadas e meu sobrinho Gabriel. Depois de nove anos morando na Itália, eles finalmente vieram nos ver.

Recebe-los não sò foi uma delicia, mas foi relaxante, pois conseguimos por alguns momentos nos desligar daquela rotina e responsabilidade que as vezes parece sufocar. Matteo se apaixonou por eles, a ponto de dizer para eu ir dormir com o Marcelo e deixá-lo com a tia, porque ele ia dormir com ela: "vai mamma, vai con papà... io fare nana titia". 


Quem conhece o Matteo sabe o quanto ele é inteligente e falador, mas não imagina o quanto ele poderia mudar em um mês. Em primeiro lugar, ele esta falando muito mais português do que antes. Além disso, compreende o que dizemos seja em italiano que em português. Durante esse tempo, ele que já era super simpático, passou a interagir ainda mais com todos, se demonstrou um bebezinho muito decidido e algumas vezes até radical. Lógico que um pouco é culpa das tias que o mimaram tanto, mas tudo bem, foi por uma boa causa. 


Mas voltando as férias, desta vez o destino foi a Puglia, no Sul da Itália, uma região linda, com praias maravilhosas, mas que este ano estava muito cheia. As praias mais famosas como Punta Prosciuto (considerada um dos paraísos da Itália), perdeu para mim um pouco de seu encanto pela quantidade de turistas, que alias sequer levava embora o lixo, deixava na praia.  

Como estávamos de carro, a cada dia íamos para praias diferentes, que geralmente ficavam a uma hora e meia da casa que havíamos alugado, mas que eram mais isoladas e muito mais bonitas. Acho que a gente vai ficando mais velho e quer lugares mais tranquilos. Este foi um verão em que fizemos muitas coisas sem nos cobrar  muito, sem estabelecer horários. Foi um Agosto de poucas regras, com exceção ao Matteo, logico.



Por um mês eu esqueci toda a rotina e me desliguei 100%  do trabalho, a ponto de ter que voltar em vários emails para lembrar onde eu havia parado. Esqueci tudo. Eu e Marcelo chegamos às férias no limite máximo da exaustão, do cansaço físico e mental. Pela primeira vez em muitos anos admito que não estava mais conseguindo superar o cansaço. Estas férias foram essenciais para enxergarmos alguns pontos onde estávamos errando e para estabelecer novas metas, junto às pessoas que amamos e principalmente, sem stress. 

Enfim, agora é trabalharmos para as proximas...




Nenhum comentário: